As Origens da Universidade

Zootecnia melhores faculdades
Acredita-se que a primeira universidade tenha sido a Academia formada por
Platão em Atenas em 387 aC. A adesão era exclusiva e não havia distinção clara
entre professores e alunos. Seu papel espelhava a filosofia de Platão e se
concentrava em produzir um homem “educado” – um cidadão de Atenas. Isso
usou alguma combinação de:
– “Savoir d’etre” – O QUE – o que existe, existe – compreensão e significado
(cérebro);
– “Savoir faire” – COMO fazer – formação profissional (mãos);
– “Savoir vivre” – POR QUE o fazemos – reconhecendo o seu lugar na Sociedade
(coração).
O equilíbrio entre esses três papéis foi pensado para dar origem à Sabedoria. O
currículo era dividido no “trivium” composto por Gramática, Lógica e Retórica,
(ensinar a expressar-se e as próprias ideias) e o Quadrium composto por
Aritmética (para Finanças), Geometria (Geografia), Astronomia (saber o seu
lugar na Universo) e Música (alcançar a harmonia interior). Esses pensamentos
filosóficos gregos (especialmente aqueles promulgados por Aristóteles) foram
dominantes na sociedade européia por mais de mil anos e tiveram um efeito
direto e proeminente no desenvolvimento das universidades européias.
As primeiras universidades europeias remontam aos tempos medievais. As
primeiras são Oxford e Cambridge na Inglaterra, Salamanca na Espanha, Pádua
e Bolonha na Itália. Seu papel era treinar padres e eles eram da Igreja Católica
em Roma. O artigo agora analisa como esse papel mudou em diferentes nações
e como essas mudanças levaram ao papel atual de uma universidade.

Leave a Reply

Your email address will not be published.